Globo reduz número de profissionais para cobertura in loco da Copa do Catar

A Globo reduziu para 70 o número de profissionais a serem enviados ao Catar para cobertura da Copa do Mundo. Dez foram tirados da lista de última hora, segundo publicação do Notícias da TV. O corte ocorreu para redução dos custos.

Dez foram tirados da lista de última hora para redução dos custos.

Na lista divulgada anteriormente pela emissora, constam profissionais que, em sua maioria, trabalham no Rio de Janeiro. São 40 ao todo. Em segundo lugar aparecem os funcionários de São Paulo, com 22 nomes. A filial de Belo Horizonte vai deslocar três pessoas para a cobertura. Já Recife, apenas um. Brasília não terá ninguém.

A redução nos números se deve ao prejuízo que a Globo já conta que terá com a Copa do Catar. Por causa disso, a emissora precisou enviar uma equipe mais enxuta que o normal. Só para efeito de comparação, na Copa da Rússia, em 2018, foram 197 profissionais integrados de Globo, SporTV e o seu site esportivo, o GE.com. É uma redução de 64% na equipe de um Mundial para o outro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.